Buscar
  • Dra. Rocío Liliana Arighi

Corrimento é normal?


Você sabe identificar quando ele indica alguma doença?

Durante todos estes anos de profissão venho tentando orientar minhas pacientes sobre este assunto e esclarecer toda e qualquer dúvida que possam vir a ter. Muitas mulheres procuram atendimento médico apreensivas justamente por não conhecer as características normais da secreção vaginal e este acaba sendo um dos principais motivos que as levam ao consultório ginecológico.


Toda mulher em idade fértil (antes da menopausa) tem uma secreção natural que varia conforme a época do ciclo menstrual: logo após a menstruação a secreção é escassa e transparente, no período fértil ela é fluida e abundante, parecendo clara de ovo e, após esse período, branca e espessa, semelhante a maizena (mulheres que usam pílula vão ter sempre essa característica).


Então, notar na calcinha, durante alguns dias, um líquido de coloração esbranquiçada ou transparente pode ser totalmente normal. Trata-se de uma secreção natural, que pode estar relacionado a diversas alterações hormonais da mulher e outros fatores como a descamação da parede vaginal e também a transudação – uma espécie de suor da mucosa da vagina


No entanto, embora tudo isso esteja de acordo com as leis da natureza, é necessário prestar atenção quando há mudanças no aspecto: se sentir mau cheiro, coceira ou ardor ao urinar, e notar que a secreção está contínua, sempre procure um médico.


Existem vários tipos de corrimento, que se diferenciam pela tonalidade, textura e sintomas que o acompanham:


Candidíase

O corrimento não apresenta odor. É espesso (com aparência leitosa), de cor branca e costuma vir acompanhado de coceira e ardor. É uma infecção causada pelo fungo Candida albicans e provocada por um desequilíbrio da flora vaginal.


Vaginose bacteriana

É um corrimento líquido, de coloração branca ou cinza e com odor forte, semelhante ao de peixe estragado. Está ligada a fatores que interferem na flora vaginal, como o uso de antibióticos e o estresse.


Tricomoníase

O corrimento é de aspecto espumado, sua cor é amarelo-esverdeada, tem mau cheiro e tende a provocar ardor ao urinar. É uma infestação pelo protozoário Trichomonas vaginalis – é sexualmente transmissível.


Gonorréia

É comum que não haja sintomas, mas um líquido amarelado e com pus pode aparecer em alguns casos. É causada pela bactéria Neisseria gonorrheae. Também é transmitida pela relação sexual.


Então a presença do corrimento com algumas dessas características requer uma avaliação criteriosa do seu ginecologista, através dos sintomas, do exame físico, das características das secreções e também da avaliação complementar com exames. Dessa forma é possível ter o diagnóstico preciso da causa e a escolha do tratamento mais apropriado.

59 visualizações
©Clínica Arighi 2018 - Todos os direitos reservados.
Imagens meramente ilustrativas.
Responsável técnico:
Dr. Antonio Carlos Arighi Jr. - CRM/SP 113.196.
Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1.230 • Cj. 13
Morumbi • São Paulo/SP • CEP: 05640-002
TEL.: 11 3501-8427
Siga-nos nas redes sociais